Menu Close

Arnaldo Antunes faz show de pré-lançamento de seu novo CD em São Paulo

Fotos de Drika Bourquim

Arnaldo Antunes
Arnaldo Antunes

O poeta Arnaldo Antunes fez na última terça-feira, no Sesc Pompéia, a prévia do lançamento de seu novo CD, Qualquer. O show, gravado para o programa Bem Brasil, da TV Cultura, mostra uma nova face do trabalho de Arnaldo: segundo ele mesmo, “mais concentrado”, apresentando suas canções em arranjos sem baterias e percussão, com violões, guitarras e acordeon.

Arnaldo declarou que Qualquer – seu primeiro trabalho na gravadora Biscoito Fino – é o resultado de muitas sementes plantadas em trabalhos anteriores, como Paradeiro (2001) e Saiba (2004). Apesar de gravado em estúdio, o CD foi produzido quase que no mesmo ritmo de uma apresentação ao vivo, com os músicos tocando juntos, e não em gravações de voz e instrumentos separadamente, como de costume.

Além das inéditas, Arnaldo também interpretou canções antigas, como O Pulso (clássico rock de 1989 do repertório do Titãs) e Socorro (composição de Arnaldo e da poetisa Alice Ruiz, gravada por Gal Costa em 2002), todas em melodias suaves que reforçam o seu timbre de voz.

O visual de Arnaldo Antunes também mudou: os tradicionais cabelos arrepiados deram lugar a um aspecto quase noir, em um penteado à la Nelson Rodrigues, além de um terno customizado para o artista. Uma pequena demonstração da nova fase do artista, e do show surpreendente que estreia na próxima sexta-feira no Auditório Ibirapuera. Confira.

3 Comments

  1. Cristina Terribas

    gosto muito do Arnaldo…sua poesia concreta…sua força, sua suavidade…
    tô degustando o cd…a foto tá precisa como sempre…abraços!

    Cris

  2. Daniela Christino

    Fui pela primeira vez ao show do Arnaldo, ontem no Circo voador do Rio. Eu sempre admirei seu trabalho mas o show foi apaixonante.
    Ele muito à vontade deixou transparecer um tremendo ar de "estou feliz com o que estou fazendo" e suas músicas se tornaram ainda mais belas. As projeções de vídeo em P&B acentuaram a atmosfera poética. Seu figurino, muito coerente, refletiam sua personalidade de menino, poeta e vanguardista, com extrema precisão e bom gosto.
    Um artista autêntico que parece colher os frutos de um trabalho que investe em seu estilo próprio.

Deixe um comentário para Artuniana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.