Menu Close

Aventuras e desventuras em série

É 1h da madrugada, e eu estou caindo de sono. Mas não quis deixar pra depois, para não perder a emoção gerada pós-filmes.

Acabei de assistir Desventuras em Série e não me sai da cabeça um outro filme que marcou muito minha infância. Um filme que me ajudou a sonhar, a viajar, a delirar sobre essa realidade tão árdua em que vivemos, ou ao menos, em que eu vivo (coisas de pisciano extremo – tudo tão sofrível! hehehe): As aventuras do Barão de Munchausen, histórias fantásticas do maior mentiroso de todos os tempos.

Taí uma hora em que mentir é um bom remédio…precisamos mentir mais, precisamos fantasiar mais. Estou num período em que estou me provocando em todos os sentidos e vejo muito necessário sonhar sem limites; esquecer meu ascendente em capricórnio e me permitir ir mais longe. É hora de criar. Acho que todos deveriam criar. Opa, acho que estou delirando muito… emoções provocadas pelo filme. Deveria ter contraindicação!

Bem, voltando ao filme. Preciso entrar em alguma comunidade da Meryl Streep. Impressionante como ela é ótima atriz. Sempre uma surpresa. E realmente foi uma surpresa encontra-la perdida nesse filme, aliás, não foi a única: até Dustin Hoffman fez uma pontinha! Acho que foi proposital. Só divulgaram o nome do Jim Carrey. Quanto a este, tenho sempre receios, mas acho que, dessa vez, como de poucas, ele se salvou!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.