Discoteca

Discoteca: 40 curiosidades sobre o LP Rita Lee (Som Livre, 1980 / Universal, 2020)

Neste 31 de dezembro de 2020, Rita Lee completa 73 anos e seria impossível encerrar este ano sem escrever uma única linha sobre os quarenta anos do LP Rita Lee 1980, também conhecido como Lança Perfume, que em comemoração às suas quatro décadas, ganhou uma edição de luxo lançada pela Universal em outubro.

Muito já foi dito e redito sobre o disco Lança Perfume, então, tentando fugir do lugar comum, separei uma lista de pequenas curiosidades sobre o LP e a época em que foi lançado:

  • 1) Rita Lee 1980 – ou Lança Perfume – chegou às lojas numa terça-feira, 25 de setembro de 1980;
  • 2) Paulistana e estrela do elenco da Som Livre à época, Rita Lee gravou o disco – junto com Roberto de Carvalho – nos estúdios da gravadora no Rio de Janeiro, pois a Som Livre não possuía estúdios em São Paulo. Por causa deles, no álbum seguinte (Saúde, de 1981) foi inaugurado um estúdio da Sigla (Sistema Globo de Gravações Audio-Visuais) em São Paulo;
  • 3) As fotos da capa, contracapa e encarte foram feitas pelo lendário fotógrafo paulistano Azemiro de Souza, mais conhecido como Miro;
  • 4) O vestido usado por Rita Lee na capa do disco é um modelito da estilista americana Norma Kamali, feito especialmente para ela;
  • 5) Elis Regina, grande amiga de Rita Lee, gostou tanto do vestido que pediu a ela autorização para copiá-lo – ela o utilizou durante sua última turnê, Trem Azul, em 1981;
  • 6) Elis, o último disco lançado em vida pela cantora em 1980, foi dedicado à Rita Lee;
  • 7) Durante as gravações do LP, Rita Lee recebeu um telefonema e achou que fosse trote: era João Gilberto, que a convidou para a gravação de seu especial para a série Grandes Nomes, da Rede Globo. Em João Gilberto Prado Pereira de Oliveira, os dois fizeram um dueto em Jou Jou Balangandans, de Lamartine Babo, e o resto é história;
  • 8) A letra de Caso Sério, um bolero pop, foi pensada e escrita por Rita Lee “imaginando Ângela Maria cantando à meia-luz numa boate cubana decadente e esfumaçada”;
  • 9) Durante muito tempo pensou-se que o reggae João Ninguém fosse uma gozação com João Araújo (1935-2013), Presidente da Som Livre na época. Mas, na verdade, o verdadeiro João Ninguém era nada mais nada menos que o Presidente da República em 1980, João Figueiredo (1918-1999), “um cara pé de chinelo que saiu do estábulo e virou rei, mas o cheiro do estábulo nunca saiu dele”;
  • 10) A inspiração para os gritos “Guerrilheiro! Forasteiro!” de Ôrra meu vieram direto da torcida do Corinthians, em um jogo que Rita assistiu no estádio do Pacaembu;.
  • 11) Quando lançado, a revista Isto É noticiou que haviam sido vendidas 130 mil cópias do LP. Tempos depois, Rita e Roberto receberam discos de ouro, platina e diamante. Os números não são exatos, mas estima-se que, entre LP’s, cassetes e CD’s, Rita Lee 1980 tenha passado de mais de dois milhões de cópias nestes 40 anos;
  • 12) O time de músicos que tocaram na gravação do disco é a prova de que não tinha como dar errado: além de Rita e Roberto (guitarra, violão, piano e sintetizador), Lincoln Olivetti (piano, sintetizador, bass synth, Minimoog e arranjo de metais), Robson Jorge (guitarra), Jamil Joanes (baixo), Picolé (bateria) e Chico Batera (cowbell, timbales e marimba), pilotados pela produção de Guto Graça Mello (guitarra e percussão);
  • 13) A introdução de piano de Lança Perfume foi inspirada no hit What a Fool Believes, da banda americana Doobie Brothers, tocada pelo mago e arranjador Lincoln Olivetti (1954-2015);
  • 14) Baila comigo surgiu de um sonho de Rita Lee e foi composta em cinco minutos, quando estava grávida de seu segundo filho – o hoje músico e DJ João Lee;
  • 15) Shangrilá nasceu de uma música do tempo das Cilibrinas do Éden, dupla formada por Rita Lee com Lúcia Turnbull na primeira metade dos anos 1970. Censurada, Bad Trip – a versão original – teve seus versos substituídos e ganhou nova vida;
  • 16) Pouco tempo depois, em 1982, Maria Bethânia incluiu no repertório do show Nossos momentos um pot-pourri de Baila Comigo Shangrilá;
  • 17) Em 1986, na estreia do programa de TV Chico & Caetano, Rita e Bethânia – que nunca haviam se apresentado juntas – cantaram Baila comigo para a plateia do extinto Teatro Fênix, no Rio;
  • 18) O especial Grandes Nomes – Rita Lee Jones foi gravado no mesmo Teatro Fênix em um domingo, 7 de outubro de 1980;
  • 19) No especial de TV, em Baila comigo, Rita Lee dança com o ator, cantor e bailarino Ronaldo Resedá (1945-1984). Em um dado momento, Rita e Resedá saem de cena, e silhuetas dançam por trás de uma tela, no centro do palco. Todos pensavam que era Rita, mas na verdade era uma bailarina profissional;
  • 20) Ronaldo Resedá lançou um disco pela Som Livre em 1979. No repertório estava Bobos da corte, de Rita e Roberto, que gravariam a canção anos depois no LP Bom bom, em 1983;
  • 21) Lança Perfume ultrapassou todas as fronteiras da música: invadiu as rádios, vitrolas, discotecas, pistas de dança, virou paixão nacional. E internacional, chegando ao topo das paradas de sucesso na França, invadindo a Billboard e pipocando em vários países da Europa e América Latina;
  • 22) Na França, Lança Perfume virou Question de choix pelas mãos de Henri Salvador (1917-2008),  cantor, compositor e guitarrista de jazz que adorava o Brasil – e que morou durante um tempo no Copacabana Palace – e cantado por Maria Bethânia em Reconvexo, de 1989: “(…) quem não sentiu o swing de Henri Salvador?”;
  • 23) Até o Príncipe Charles dançou Lança Perfume. Na época, ele declarou que era sua música favorita e que Rita era sua cantora favorita (tudo em Inglês britânico, of course);
  • 24) Um dos remixes mais famosos de Lança Perfume é o do DJ e produtor musical John Luongo. Saiu em um disco mix pelo selo Pavillion, da CBS, em 1981. De um lado, uma versão estendida de Lança; do outro, um Lança instrumental;
  • 25) Lança Perfume, o disco, foi reeditado pela primeira vez pela Som Livre em 1986. Na época, os discos eram prensados não mais pela RCA (como em 1980), mas sim pela CBS. Como não existia Photoshop, a contracapa da reedição mostra duas informações: uma sobre a prensagem original – da RCA – e, abaixo, a informação da prensagem da CBS;
  • 26) Em 1991, em um caso raríssimo – talvez único na história da MPB – os fonogramas de Rita Lee e Roberto de Carvalho na Som Livre foram vendidos para a EMI-Odeon, gravadora deles na época. Poucos meses depois, Rita Lee volta para a Som Livre e lança Bossa ‘n’ roll, considerado o primeiro acústico do Brasil – que tinha entre outros hits, várias músicas do disco Lança Perfume;
  • 27) Quando completou 15 anos, em setembro de 1995, Rita Lee 1980 foi lançado em CD, pela EMI;
  • 28) Após passar pela Som Livre e pela EMI, Lança Perfume foi parar no catálogo da Universal em 2015, após a aquisição da EMI pela Universal Music;
  • 29) Na época do lançamento do LP, a revista Rock Espetacular fez uma edição especial totalmente dedicada à Rita Lee. “A vida e a glória de uma superestrela” veio recheada de fotos, cifras para violão, discografia comentada, textos e até dicas de culinária!;
  • 30) Grandes Nomes – Rita Lee Jones – foi lançado em DVD em 2006, em uma parceria entre a Som Livre e a Trama;
  • 31) A turnê Lança Perfume teve curta duração – terminou em um megashow no Maracanãzinho, no início de 1981. O motivo? Rita ficou grávida de Antonio, seu terceiro filho;
  • 32) Na ficha técnica do disco, nos “petelecos e palmas” de Nem luxo nem lixo estão, além de Rita, Naíla, Claudia e Beti. Naíla é Naíla Skorpio, a “exagerada verdadeira citada por Cazuza no show / disco O tempo não pára; Claudia e Beti são as irmãs Claudia e Beti Niemeyer. Claudia é baixista, tocou com Rita e Roberto na turnê O circo,  e há mais de 15 anos faz parte da Blitz de Evandro Mesquita;  Beti Niemeyer é fotógrafa e compositora de Groupie, música gravada por Gal Costa em 1982 com as participações de Rita, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque. Além disso, a sessão de fotos do LP A marca da zorra é de Beti;
  • 33) No especial de TV, nos backing vocals, além de Naíla está Rita Kfouri, que voltou a ser backing vocal de Rita nos anos 2000 – junto com Débora Reis – até sua última turnê;
  • 34) No Brasil de 1980, não existiam videoclipes, e sim os “musicais do Fantástico”. O de Lança Perfume – apresentado por Christiane Torloni – foi gravado no saudoso Canecão que, entre um show e outro, também funcionava como ringue de patinação. Imagina isso: a juventude da época patinando com Rita Lee dentro do Canecão…
  • 35) Rita Lee é uma das cantoras brasileiras com mais músicas em trilhas de novelas. Curiosamente, deste disco, nenhuma foi tema – exceto a versão instrumental de Baila comigo criada por Robson Jorge e Lincoln Olivetti…
  • 36)… que deu nome à novela de Manoel Carlos em 1981.
  • 37) Rita Lee 1980 é dedicado à irmã de Rita, Mary Lee, que partiu meses antes do lançamento do disco, em agosto de 1980. Na edição original, um manuscrito dourado, quase despercebido, dizia: “Dedico esta loucura vital à Mary Lee”. De tão discreto, passou batido quando o álbum foi editado em CD, em 1995. Felizmente a edição de luxo de 2020 recuperou – e destacou – a escrita de Rita Lee;
  • 38) Na edição de 2020, o tradicional LP preto deu lugar a um vinil translúcido, branco, e o encarte virou uma luva (comentário: o disco já é perfeito, em todos os sentidos. Mas… se a capa fosse em formato Gatefold…);
  • 39) A qualidade de som da edição 2020 impressiona. Recomendo duas audições: uma com headphones, e outra, com o volume bem alto;
  • 40) Como não poderia deixar de ser, a edição 2020 de Rita Lee 1980 esgotou rapidamente.

Parabéns, Rita Lee! Saúde!

 

Você também pode gostar...

9 comentários

  1. Eliana Cervigni diz:

    OBRIGADA PELAS INFORMAÇÓES!!!!!!!!!!
    COMO SEMPRE " MASTER "
    BEIJOS

  2. Maria Helena Franca diz:

    Favor anviar-me a letra da música da Rita Lee. Bom José?
    Olha o que foi meu bom José, se apaixonar pela donzela…
    Obrigada.
    Maria Helena

  3. valéria diz:

    Importantíssima artista de peso imensurável e talento extraordinário.Rita é também uma influência e referência para as mulheres.Leve e direta em suas composições críticas e nada cansativa e comum nas letras românticas, Rita ainda confere o talento de jovens artistas como por exemplo, Cássia, Pitty, denter outras e outros.

  4. Voçê vai ser e sempre sera a musa do rock brasileiro

  5. Fátima F. Hampf diz:

    Também preciso da letra e se possível música de Rita Lee, "Meu Bom José",a mesma canção pedida por Maria Helena Franca em 25/03/2008.
    Obrigada

  6. Webmaster do Música & Letra diz:

    Prezados,
    o site não fornece letras de música.
    Atenciosamente,

  7. Leonardo Rivera diz:

    essa letras existem no Vagalume, acho!

  8. Salvatore Marras diz:

    Que dizer? Fantastica Rita Lee, Joao Gilberto ten razao dizendo que ela è muito talentuosa. Agora va atuando em Sampa, que pena que è tao longe da minha morada…parabens Salvatore

  9. Belchior Silvano diz:

    oi, fabio, muito prazer. sou de brasilia e fã nático n°01 de Rita Lee. ha tempos venho tentando completar a minha coleção em CDs daquela série lançada com 14 exemplares dos clássicos dela. já tenho 07, me faltam outros 07. pra vc ter uma idéia dos discos q estou falando o 1º é Fruto Proibido e o último é Rita e Roberto. por fvor me dê uma luz por onde eu possa conseguir os outro que me faltam? grato pela atenção. um abço

Deixe uma resposta para Fátima F. Hampf Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *