Notas

A bossa e os tons musicais de Roberto e Caetano, juntos


22 de agosto de 2008: um dia para entrar na história da música popular brasileira. Pela primeira vez, juntos e ao vivo, Roberto Carlos e Caetano Veloso se apresentam para uma plateia, em um tributo a Antonio Carlos Jobim (1927-1994). O show, que acontece no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, reunirá pérolas como Garota de Ipanema, Wave, A Felicidade e Chega de Saudade, entre outras composições que ficaram consagradas na voz e no piano do Maestro Soberano. O espetáculo se repete na próxima semana, em São Paulo, nos dias 25 e 26, no Auditório Ibirapuera.

As trajetórias musicais de Roberto Carlos e Caetano Veloso sempre tiveram forte influência da Bossa Nova, movimento que chega ao seu cinquentenário e que agora, juntos, celebram: o primeiro surgiu cantando – e imitando – João Gilberto, em 1958, cantando, em seu primeiro disco, João e Maria e Fora do tom; o segundo, volta e meia relembra como sua vida foi influenciada pela sonoridade inusitada de João e seu “Chega de saudade”.

Desde que Maria Bethânia pediu ao seu mano que prestasse mais atenção no rapaz cabeludo do Programa Jovem Guarda, da TV Record de São Paulo, na década de 1960, a amizade entre RC e Caetano surgiu e rendeu frutos. Em 1971, exilado em Londres, Caetano Veloso recebeu a visita do “Rei”, e ele, impressionado com a aparência abatida e com a tristeza de Caetano Veloso, longe do Brasil e da família, escreveu e gravou Debaixo dos caracóis dos seus cabelos. Em 1977, Caetano Veloso retribui a homenagem e presenteia Roberto com Muito romântico, e repetiu a dose no ano seguinte, com Força estranha.

Mas foi em 1975 que eles apareceram juntos pela primeira vez, no segundo especial de TV de Roberto Carlos na Rede Globo, cantando Como dois e dois, canção de Caetano que Roberto gravou também em 71, no mesmo LP de Detalhes e Todos estão surdos. Em dezembro de 1992, ano dos caras-pintadas, do Impeachment de Fernando Collor e do sucesso da minissérie Anos Rebeldes, de Gilberto Braga, Roberto e Caetano voltaram a se encontrar em seu programa natalino, com Alegria, alegria. Os dois momentos você confere abaixo:

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *