Notas

Bethânia, um gosto de “Mel”

Olha aí a diva Maria Bethânia, aos 32 anos, na capa da extinta revista “Fatos e Fotos – Gente”, edição de 21 de janeiro de 1980.

Bethânia, que na época era a cantora que mais vendia discos no Brasil, colhia os frutos do sucesso de seu LP “Mel”, que trazia grandes canções, como “Grito de alerta” (de Gonzaguinha), “Cheiro de amor” (de Duda Mendonça), “Da cor brasileira” (de Joyce), “Gota de sangue” (de Ângela Rorô), “Amando sobre os jornais” (de Chico Buarque), e a faixa-título, de Caetano Veloso e Waly Salomão.

O título da reportagem de capa, com duas páginas e cinco fotos, resumia tudo: “MARIA BETHÂNIA – Um gosto de mel”.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *