Menu Close

É proibido proibir

Há muito tempo atrás, aqui mesmo, no Brasil, todos os programas exibidos na TV obrigatoriamente tinham de estampar na abertura um cartaz como este aí da foto. Era a autorização que o Ministério da Justiça fornecia para que tal programa fosse ao ar. Novelas, filmes, programas de auditório… tudo passava pelo crivo de um censor (e nem mesmo o programa dominical dos Trapalhões escapava).

Pra quem chegou há pouco neste mundo e não sabe do que estou falando, esse cartaz aí de cima era uma coisa (medonha) do tempo em que havia a CENSURA no Brasil. E o censor era “o cara” responsável por dar as famosas tesouradas na imprensa, na música, no cinema etc. Censor era o chato da vez.

Nem mesmo o especial de Rita Lee – O Circo – exibido na “Sexta Super” em 08 de dezembro de 1982 ficou de fora.

Além do cartaz medonho, uma outra coisa pavorosa o acompanhava: uma locução em OFF que dizia assim, sempre por alguém com voz de trovão:

“Atenção senhores pais:
Terminou o horário para menores de 12 anos.
Rede Globo, Rio, ZYB-511″

Um detalhe: nessa época, a novela das oito começava pontualmente às oito da noite, e o programa seguinte, pontualmente… às nove da noite. Para as crianças da época – leia-se eu – isto era um aviso muito simples: hora de ir pra cama! parece absurdo, né?! mas é engraçado se pensarmos nisso nos dias de hoje, onde a novela começa às nove, nove e dez, nove e quinze… e as crianças não dormem tão cedo.

Falando em crianças e coisas inimagináveis no século 21, ZYB era um código muito comum utilizado por cada emissora. Tão comum que, ainda em meados dos anos 80 – mais precisamente 1987 – a TV Bandeirantes levava ao ar, todas as tardes, um programa infantil com um nome muito sugestivo: ZY Bem bom.

O famoso cartaz em preto e branco foi gradativamente desaparecendo das nossas vidas, junto com a Censura. E a programação foi ficando flexível, flexível… Amém!

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.