Elizângela, cantora?

Rita Lee, Elizângela e Marcelle Sampaio
Rita Lee, Elizângela e sua filha, Marcelle Sampaio

Muita gente que vê diariamente a atriz Elizângela (foto, com Rita Lee e Marcelle Sampaio) como Cilene, a cafetina que sofre nas mãos da dupla Flora (Patrícia Pillar) e Silveirinha (Ary Fontoura) na TV, nem desconfia que a dona do bordel de A Favorita um dia também foi cantora.

Lá pelo final dos anos 1970, Elizângela lançou pela gravadora RCA (hoje Sony Music) uma série de compactos (compactos, para quem não sabe, são pequenos discos de vinil, que continham uma, duas ou três faixas de cada lado, ok?!), cantando músicas de forte apelo popular, que fizeram sucesso por aí.

Veja só as capas:

1978: “Elizângela”
Lado A: Ele ou você
Lado B: Pertinho de você

1979: “Esperando você”
Lado A: Esperando você
Lado B: Coisas do amor

1981: “Elizângela”
Lado A: Vou te amar sempre assim
Lado B: Lembra de nós dois

A carreira musical de Elzângela acabou em 1984, quando ela optou em apenas exercer o seu ofício de atriz. Tanto que, no ano seguinte, Elizângela de volta à telinha, no elenco de “Roque Santeiro”, como a mulher de Roberto Mathias (Fábio Jr.). E o resto é história.

Confira o clip de “Pertinho de você”: