Menu Close

A música brasileira perde Braguinha

Em meio a uma época de festas, uma triste notícia: morreu na manhã deste domingo, aos 99 anos, o cantor e compositor Carlos Alberto Ferreira Braga, o Braguinha.

Após passar mal na noite de sábado, dia 23, Braguinha – que também era conhecido como João de Barro – foi internado no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Rio de Janeiro, onde foi diagnosticada alta taxa de glicose.

Nascido em 29 de março de 1907, Braguinha compôs sua primeira música aos 16 anos, e lançou seu primeiro disco em 1929. Ao longo de quase 80 anos de carreira, escreveu clássicos da música brasileira, como Carinhoso – em parceria com Pixinguinha, além das marchinhas As Pastorinhas (com Noel Rosa), Touradas em Madri e Yes, nós temos banana.

João de Barro, que entre 1938 e 1965 foi diretor artístico das gravadoras Continental e Columbia também escreveu, adaptou e musicou diversas histórias infantis, como Os Três Porquinhos, Festa no Céu e Chapeuzinho Vermelho, através da série Coleção Disquinho, relançada recentemente em CD.

Braguinha, homenageado pela Estação Primeira de Mangueira no carnaval de 1984 com o enredo “Yes, nós temos Braguinha”, era casado com Astréia, de 93 anos, tinha uma filha, Maria Cecília, três netos e seis bisnetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.