Lançamentos

Caetano “encaixotado”

Completando 40 anos na mesma gravadora, a Universal reedita a discografia de Caetano Veloso em caprichada coleção

Primeiro artista brasileiro a ter toda a sua obra relançada em CD, em 1991, a discografia de Caetano Veloso está de volta às lojas, dividida em caixas e com faixas-bônus, na coleção 40 anos Caetanos. A série, organizada por Charles Gavin, comemora os 40 anos de presença de Caetano na mesma companhia, que durante este período foi CBD, Phonogram, Polygram e, desde 1999, Universal Music.

O primeiro volume da série traz 11 CD’s, que abrangem o período 1967-1974, entre o surgimento da Tropicália e o retorno de Caetano após o exílio em Londres. Um dos destaques da caixa é o CD de raridades Cinema Olympia que traz, entre outras músicas, as faixas do raro compacto de Caetano Veloso gravado ao vivo em 1968 com os Mutantes na Boate Sucata.

Os outros 10 discos são:

Caetano Veloso (2009)

Domingo (1967), com Caetano e Gal Costa dividindo o álbum em canções como Coração vagabundo, Minha senhora e Candeias;
Caetano Veloso (1968), que reunia clássicos como Superbacana e Alegria, Alegria;
Tropicália (1968), registro fiel do movimento cultural, reunindo Gilberto Gil, Gal Costa, Mutantes, Tom Zé e Rogério Duprat;
Caetano Veloso (1969), o álbum de capa branca que não trazia nenhuma foto de Caetano, mas reunia Irene, Marinheiro só, Carolina e Chuvas de verão;
Barra 69 (1969), registro precário do último show de Caetano e Gil antes de deixarem o Brasil rumo à Londres;
Caetano Veloso (1971), que estampava já na capa a dor e o sofrimento de Caetano em estar fora de seu país. Destaque para London, London, Maria Bethânia e a versão de Asa Branca;
Transa (1972), também gravado em Londres, tinha como destaque a capa tripla que, aberta, formava um móbile, além de Caetano cantando em inglês canções como It’s a long way e Nine out of ten, agora recuperada no show Cê;
Caetano e Chico – juntos e ao vivo (1972), gravado no Teatro Castro Alves assim que Caetano voltou ao Brasil, desmentindo um possível conflito com o autor de Atrás da porta;
Araçá Azul (1973), disco polêmico e experimental do início ao fim, que foi recolhido das lojas logo após o lançamento, tamanha foi a rejeição do público, com Caetano interpretando Tu me acostumbraste e Júlia/Moreno;
Temporada de verão (1974), gravado ao vivo em Salvador, com Gilberto Gil e Gal Costa. Destaque para as versões de Acontece, com Gal, e Felicidade (felicidade foi embora), com Caetano.

Com exceção de Cinema Olympia, todos os outros títulos já haviam sido remasterizados, com o lançamento da caixa Todo Caetano, lançada em 2002. Agora, é uma nova oportunidade para que não comprou a caixa há quatro anos – que tinha preço médio de R$ 1000 – e adquirir a coleção, aos poucos. Confira.

Você também pode gostar...

1 comentário

  1. Gostaria de comprar o 1 e o 2 porem não encontro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *