Este é um texto escrito em primeira pessoa, portanto, não se espante.

Nos anos 1990 – ou seja, no século passado – era um devorador dos cadernos de cultura dos jornais. Aguardava ansiosamente as críticas musicais da Veja, da Época, da Isto É, a edição do mês da Bizz. Da mesma forma que aguardava, anualmente, os lançamentos dos discos dos grandes nomes da MPB. Era o tempo em que o LP agonizava, e o CD era a mídia do momento.

Na virada do milênio, troquei a faculdade de Tecnologia da Informação por Comunicação, na mesma época em que a Internet começava a dar passos mais largos: surgiam os sites, os grandes portais de notícia – e, sobretudo, de música.

E foi ali, em meados de 2003, que Música & Letra começou a ganhar forma. Teve várias caras, vários formatos, vários colaboradores (Um obrigado especial para Rubinho, Aurea, Carol, Guilherme e Paula – o acervo de vocês vai voltar pra cá). Música & Letra foi meu TCC, fez barulho por aí, teve um número expressivo de acessos, pageviews e entrevistas grandes – ou grandes entrevistas. E me deu muitas alegrias.

O tempo passou, a frequência de publicações diminuiu – da mesma forma que os lançamentos dos discos dos grandes nomes da MPB. O CD morreu, o YouTube cresceu, o streaming nasceu – e, quem diria! o LP voltou! =)

Passados quase vinte anos, Música & Letra é meu repositório de textos que escrevi e que considero especiais. E, de vez em quando, ensaio um retorno. Quem sabe?!

Fique à vontade. Tudo aqui sempre foi feito com muito carinho.

Fábio Vizzoni