Discoteca

Discoteca: Elba Ramalho, Coração Brasileiro (Ariola, 1983)

Elba Ramalho vinha de um ótimo disco (Alegria, lançado em 1982), e, embalada no sucesso Bate Coração, de Ceceu, deu origem a uma bem-sucedida temporada de shows no Teatro Casa Grande, no Rio de Janeiro.

Neste caminho, A Flor da Paraíba (assim definida por Caetano Veloso) lança o excelente LP Coração Brasileiro, no final de 1983.

Com o irresistível frevo Banho de Cheiro, de Carlos Fernando, Elba abria o disco e chegava ao topo das paradas de sucesso, alcançando o posto de estrela da MPB naquele ano. Em seguida, outras canções de sucesso, como Toque de Fole, de Bastinho Calixto e Ana Paula, Chororô, de Gilberto Gil, e Ai que saudade de ocê, de Vital Farias, regravada por Fábio Jr. em 1992.

O LP, produzido por Marco Mazzola, contava com a participação de Chico Buarque em Se eu fosse o teu patrão, autor da canção, cantada em dueto com Elba, E A volta dos trovões, de Bráulio Tavares e Fúba, com participação dos grupos Roupa Nova e Céu da Boca. Vida e Carnaval, de Aroldo e Moraes Moreira, tinha nas guitarras Robertinho de Recife.

Também neste disco, Elba grava Canção da Despedida, música censurada durante a ditadura. E uma curiosidade: no disco, a canção é creditada a Geraldo Azevedo e Geraldo. O segundo Geraldo é o compositor Geraldo Vandré. Segundo reza a lenda, Vandré, autor de Caminhando (pra não dizer que falei das flores), canção que lhe proporcionou inúmeros problemas durante o regime militar, optou por não ter, na época, seu nome vinculado à Canção da Despedida. Apesar de ser uma canção de amor, a letra, através do recurso da “linguagem da fresta”, fazia referência aos exilados do país durante a ditadura:

Já vou embora
Mas sei que vou voltar
Amor não chora
Se eu volto é pra ficar
Amor não chora

Que a hora é de deixar
O amor agora
Pra sempre ele ficar
Eu quis ficar aqui

Mas não podia
O meu caminho a ti
Não conduzia
Um rei mau coroado
Não queria
O amor em seu reinado
Pois sabia
Não ia ser amado

E mais uma curiosidade: Coração Brasileiro, composição do mineiro Celso Adolfo que dava nome ao LP e show de Elba, era uma faixa de 15 segundos que fechava o disco. Apesar de constar no encarte com a letra completa, somente os primeiros versos eram cantados, à capela:

No meu coração brasileiro
Plantei um terreiro
Colhi um caminho
Armei arapuca
Fui pra tocaia
Fui guerrear

O LP foi editado em CD pela Polygram no início da década de 1990, dentro da série Colecionador, e reeditado em 2009, em comemoração aos 30 anos de carreira de Elba Ramalho.

Canções:
Banho de cheiro (Carlos Fernando)
Toque de fole (Bastinho Calixto e Ana Paula)
Ave cigana (Zé Américo e Salgado Maranhão)
Se eu fosse o teu patrão (Chico Buarque)
Chororô (Gilberto Gil)
Roendo unha (Luiz Ramalho e Luiz Gonzaga)
Batida de trem (Vicente Barreto e Carlos Pita)
Canção da despedida (Geraldo Azevedo e Geraldo Vandré)
A volta dos trovões (Bráulio Tavares e Fúba)
Ai que saudade de ocê (Vital Farias)
Vida e carnaval (Aroldo e Moraes Moreira)
Coração Brasileiro (Celso Adolfo)
Produzido por Marco Mazzola

Você também pode gostar...

7 comentários

  1. Porque voces não lançam o CD igual a esse disco que foi grande sucesso?

  2. elba parabrns pelo seu novo trabalho que esta maravilhoso

    qual o assunto que mas li enteresa

    um beijo no coração..

  3. parabens pelo novo cd .so falta o dvd que ja vai fazer um ano que foi gravado, no ibirapuera, estamos no aguardo.

  4. Virgilio Carneiro diz:

    E verdade, eu tambem estou aqui nos Estados Unidos aguardando ha muito tempo esse DVD chegar por aqui. Quanto a regravacao da obra Dela em CD seria fantastico pois tenho todos os discos sendo q a maioria e em VINIL.

  5. e de mais

  6. nunca vi igual

  7. Eu também tenho tudo da Elba, na época do vinil era agradável ver os encartes principalmente dos discos da Elba, por isso mantenho tudo guardado e não me desfaço.Tenho todos mesmo, Ave de Prata,Capim do vale(com a capa dupla)..até os Cds atuais e quase todos autografados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *