Notas

MP3? que nada!

Nos anos 80, elas eram as preferidas de nove em cada dez pessoas, e reinavam absolutas nos nossos tape-decks. As fitas BASF (Ferro, como esta da foto, e Chromo, que tinha a mesma embalagem, só que prateada) eram as preferidas de quem curtia montar coletâneas do A-ha, Rick Astley, Smiths, Rita Lee, Roberto Carlos, Menudo, Lulu Santos… enfim: qualquer tipo de som!

Além disso, as vermelhinhas eram uma alternativa para quem estava com a grana curta e não podia comprar o LP ou o K7 original do artista.

As fitas k7 da BASF foram fabricadas até o fim da década de 90, quando seu nome foi alterado para EMTEC, anos antes de virarem peça de museu em meio aos players de mp3.

Você também pode gostar...

1 comentário

  1. Miriam Andrade diz:

    E a gente achava o máximo fazer seleções de músicas, gravar na fita e batizar com um nome superbacana pra presentear aquela pessoa superlegal…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *