Lançamentos

O retorno solo da voz do Cranberries

Após seis anos, Dolores O’ Riordan volta ao mundo da música apresentando seu primeiro álbum

Em 1994, uma voz doce dominava as paradas de sucesso no mundo inteiro. À frente da banda irlandesa Cranberries, Dolores O’ Riordan conquistou uma legião de fãs em baladas como Linger (que, aqui no Brasil foi um dos temas centrais da novela “A Viagem”, em 1994), Ode to my family e Dreams.

O tempo passou e hoje, aos 35 anos, casada, mãe de três filhos e quase seis anos após a interrupção das atividades do antigo grupo, Dolores volta à cena com seu primeiro CD solo. Em Are you listening?, que chega às lojas pela Coqueiro Verde Records, com distribuição da EMI, a roqueira que marcou uma geração apresenta 12 das 30 composições que escreveu neste período.

Abrindo o álbum, Dolores põe o pé na porta com o delicioso rock Ordinary Day, primeiro single do disco, escrito por ela tendo como inspiração o nascimento de sua filha mais nova, a pequena Dakota. Na mesma linha estão When we were young, Loser, In the garden – onde os riffs de guitarras e os vocais de Dolores se fundem de forma magnífica – e Stay with me.

O novo CD de Dolores, Are you listening?

A delicadeza tipicamente Cranberrie não foi abandonada em nenhum momento, e neste novo trabalho ecoa mais forte em Angel Fire e Apple of my life – música feita especialmente para o marido da cantora. Ela, assim como o mundo a sua volta, também mudou: está mais bonita, com novo visual (o corte de cabelo curtíssimo deu lugar a longas madeixas) e o mais importante: cantando como nunca. E é a própria Dolores quem define este novo momento: “Minha vida é tão diferente agora do que há dez anos… é uma época muito empolgante para se voltar a lançar músicas. Minha composição está voltando” – afirma.
Ao término da audição do disco, produzido por Youth (Paul McCartney, U2) e Dan Brodbeck, você é capaz de agradecer pelo tempo que Dolores O’ Riordan ficou distante, preparando um material tão envolvente. E, em contrapartida, torce para que ela não desapareça de novo, entre rebentos, perdas familiares e novas experiências. Além disso, até mesmo uma nova reunião do Cranberries não é descartada: recentemente Dolores declarou que pode voltar a tocar com os ex-companheiros – o guitarrista Noel Hogan (integrante da Mono Band) e o baterista Fergal Lawler (da The Low Network) – daqui a uns dez anos, enquanto que Noel diz que logo voltarão a entrar em contato e preparar um novo disco.
Por hora, é só curtir. Are you listening?

Você também pode gostar...

3 comentários

  1. Ficarei na torcida, para que esse retorno de Dolores o´Riordan, seja permanente, e traga os Cranberries de volta.

  2. Shara Pontes diz:

    Espero que o retorno do Cranberries aconteça o mais breve possível.
    Mas tbm vale a pena registrar que o album solo da Dolores foi o melhor lançamento de 2007, e o ponto mais positivo disso foi a passagem dela pelo Brasil (Porto Alegre26/08, e São Paulo 28/08/07)

  3. linda sucesso vc é tudo de bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *